Dia do Índio – Edição Especial – Brasil 

No dia 19 de Abril é comemorado o Dia do Índio e nada mais justo do que comemorá-lo com um artigo recheado de conhecimento e curiosidades sobre o assunto. Vamos começar com o nome pejorativo que costumamos usar para denominar nosso povo nativo, “índio”. Você sabia que essa é uma invenção da América

 

Em muitos lugares do mundo há povos nativos, mas apenas nós e os EUA os chamamos de índios. Na verdade, isso já foi discutido nos Estados Unidos e por preferência dos próprios indígenas norte-americanos, são chamados de “índios norte-americanos”, “peles vermelhas”, ou, simplesmente, “índios”.

 

Vamos falar brevemente sobre alguns países e suas relações com seus respectivos povos nativos

 

Brasil

 

Todos nós conhecemos a história de nossas terras, mas o que muitos não sabem é que na verdade, nós temos mais de 300 grupos étnicos conhecidos atualmente e entre eles há dois troncos principais:

 

Macro-Jê: que incluem os grupos Boróro, Guató, Jê, Karajá, Krenák, Maxakali, Ofayé, Rikbaktsa e Yatê.

Tupi: onde estão os Arikém, Awetí, Jurúna, Mawé, Mondé, Mundurukú, Puroborá, Ramaráma, Tuparí e Tupi-Guarani.

Citaremos aqui as 10 maiores tribos conhecidas que habitam nosso país, mas vale lembrar que muito da história deles se perdeu e muitos não são conhecidos ainda.

Guarani: originários do tronco da família linguística tupi-guarani, os guaranis somam cerca de 85 mil habitantes no país. Eles vivem em diversos estados do Brasil e estão divididos em três grupos: kaiowá, mbya e ñadevaesse.

Ticuna: pertencente à família linguística ticuna, apresenta cerca de 50 mil habitantes – que estão na Amazônia, sobretudo às margens do rio Solimões. Eles são considerados o maior grupo indígena que vive na região.

Caingangue: proveniente do tronco da família linguística macro-jê, os caingangues reúnem cerca de 45 mil pessoas. Estão em quatro estados do Brasil: São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Macuxi: da família linguística Karib, os macuxis encontram-se, em grande parte, no estado de Roraima. Cerca de 30 mil indígenas vivem em aldeias e pequenas habitações isoladas pelo estado.

Guajajara: oriundos do tronco da família tupi-guarani, os 27 mil guajajaras existentes moram no estado do Maranhão.

Terena: da família linguística aruak, há cerca de 26 mil pessoas dessa etnia no território brasileiro. Encontram-se nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Yanomami: da família linguística yanomami, esse grupo reúne cerca de 26 mil pessoas nos estados do Amazonas e Roraima.

Xavante: originários do tronco da família linguística macro-jê, os xavantes têm uma população de 18 mil habitantes, que estão concentrados em reservas indígenas no estado do Mato Grosso.

Potiguara: pertencem ao tronco da família linguística tupi-guarani. Os potiguaras somam cerca de 18 mil pessoas nos estados da Paraíba, Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Pataxó: da família linguística pataxó, esse grupo reúne cerca de 12 mil pessoas nos estados da Bahia e Minas Gerais.

Atualmente, existem 274 línguas indígenas no Brasil, segundo o censo do IBGE de 2010. Muitas delas surgiram dos troncos linguísticos tupi e macro-jê, que já comentamos anteriormente.

A divisão de tarefas é normalmente pautada de modo que os homens ficam encarregados de trabalhos mais “braçais” e as mulheres, se encarregam de cuidar da família e trabalhos manuais

Hoje ficamos por aqui, mas na semana que vem você descobrirá mais sobre os povos nativos europeus e canadenses. Animado? Nós estamos. 🙂 

Para ficar por dentro de curiosidades, dicas e muito mais, nos acompanhe pelas redes sociais, os links estão no canto superior direito.

Veja também

Fique por dentro das nossas notícias

Gastronomia Natalina ao Redor do Mundo ...

Assim como falamos no último artigo, “Natal ao Redor do Mundo” não...

Como destruir as travas do inglês?...

Você tem certeza que deseja destruir as travas do inglês? Pode parecer...

Dia do Índio – Edição Especial – Brasil ...

No dia 19 de Abril é comemorado o Dia do Índio e...

Olá! Clique aqui e fale com um de nossos representantes via WhatsApp

Atendimento via WhatsApp