Disney+ no Brasil: tudo sobre o streaming que marcou o final de 2020

Disney+ chegou ao Brasil no dia 17 de novembro, promovendo de maneira intensa seus conteúdos clássicos, exclusivos e um novo mundo de possibilidades trazido pela plataforma assinada pela marca queridinha das crianças (e dos adultos também).

Apesar das surpreendente 73 bilhões de assinaturas mundiais e com reações positivas de usuários ao redor do mundo, alguns brasileiros ficaram na dúvida na hora de comprar o serviço. Está na dúvida se deve ou não assinar a Disney +? Fique tranquilo, nós faremos um mergulho na plataforma de streaming que vai facilitar essa decisão.

A grande estreia.

Para marcar a sua chegada em território nacional, a Disney exibiu a série “Mandalorian” na Rede Globo de Televisão, no dia 16/11 – véspera da abertura da plataforma ao público brasileiro. O primeiro episódio da série derivada de Star Wars foi visto por – nada menos que – 33,7 milhões de pessoas, segundo a PNT (Painel Nacional de Televisão) que mede a audiência dos programas de TV.

Mandalorian já vale a pena só pelo Baby Yoda!

Entretanto, a aterrisagem em terras verde-amarelas foi um tanto turbulenta, apesar de relatos positivos e sucesso internacional. Isso porque alguns conteúdos estavam sem legenda PT-BR ou ainda não disponíveis na plataforma – como anunciado antes, o que acabou frustrando alguns fãs.

Foi o que aconteceu com “Hamilton”, um dos conteúdos mais assistidos na plataforma – a nível mundial. O musical não tinha a opção de legendas em português e a internet não perdoou. A Disney foi questionada sobre o ocorrido e se justificou dizendo que a opção de não legendar o musical foi uma “decisão criativa”. A comoção foi tanta que chegou à produção do musical, que se desculpou pelo ocorrido e que trabalharia para disponibilizar a legenda o mais rápido possível.

Por outro lado, os fãs dos clássicos, curtas e extras receberam um prato cheio. Conteúdos que eram exibidos exclusivamente para assinantes do Disney Channel ou estavam nos extras de fitas e DVDs, podiam ser encontrados todos ali.

Catálogo

A plataforma oferece todos os filmes e séries da Disney que você pode imaginar, desde os mais antigos até os que nem foram lançados no cinema. Entre as coleções Disney, Marvel, Pixar e National Geographic, o catálogo Disney+ disponível para o usuário brasileiro conta com mais de 700 filmes – curta e longa – e mais de 160 séries organizados em vastas categorias: Destaques | Todos os Filmes | Ação/Aventura | Animação | Comédia | Drama | Documentários | Dramas | Curtas|- Ultra HD and HDR | Séries.

Os maiores clássicos do estúdio como Rei Leão, Dama e o Vagabundo, Princesas Disney e os desenhos animados do Mickey, sem dúvida, são o carro chefe da plataforma com o ar “nostálgico”.

Clássico é clássico, né? <3

A exclusividade também encanta quem já está por lá. Produções como o musical “Hamilton”, o álbum visual Black is King, de Beyoncé e séries como “Mandalorian” já são os conteúdos mais reproduzidos da plataforma.

E se você achou que o estúdio iria esperar a pandemia passar para os lançamentos, achou errado! O live action de Mulan pulou as telonas e estreou em 04 de dezembro para os Brasileiros. Já a animação Soul, da Pixar, chega no dia de Natal, 25/12, simultaneamente para EUA e Brasil – também sem exibições programadas para os cinemas.

Melhor Princesa Disney – sim ou com certeza?

Resumindo…

É evidente que a Disney+ veio para competir com as gigantes plataformas de streaming, como a Amazon Prime e Netflix, apostando em elementos como layout e estratégias de conteúdos exclusivos já vistas nas concorrentes. O lançamento, um ano depois do que foi nos Estados Unidos, fez grande sucesso no Brasil, com adolescentes e jovens adultos assinando em primeira mão, mas se engana quem pensa que uma plataforma substitui a outra.

Os conteúdos encontrados na Disney+ de forma alguma se igualam aos das outras gigantes do mercado – principalmente pelo fato de que muitos destes conteúdos deixaram as concorrentes e agora são propriedade única do bom e velho Walt Disney. Muitas opções do catálogo foram feitas para um público mais infantil e juvenil, nostálgicos em sua maioria, enquanto que nas outras a predominância é a diversidade, por trabalharem com maior número de produtoras, distribuidoras e abrangência de público. Mas, se você é do tipo que vibrou com o Capitão América dizendo “Avengers, assemble!” em “Vingadores: Ultimato” e quer reviver esse momento, não adianta pedir à Netflix ou Amazon – pois quase 90% dos conteúdos Disney estão apenas no Disney+, e a tendência é aumentar.

E ai, ajudamos na decisão? Se curtiu esse post, compartilhe com mais pessoas, e aguarde! Pois se o seu sonho é melhorar inglês assistindo filmes e séries – com essa chuva de clássicos da Disney – ele será ainda mais possível, e vamos te ajudar. 😉

 

Veja também

Fique por dentro das nossas notícias

Os 4 melhores países para fazer intercâmbio...

Fazer um intercâmbio é uma experiência incrível, além de proporcionar o aprendizado...

A vaga é perfeita para você, mas o inglês é pré-requisito. E agora?...

Você está buscando recolocação profissional, faz sua lista de empresas que amaria...

Tudo o que você precisa saber sobre intercâmbio: O que levar na mala....

Agora que você conhece “A importância de fazer um intercâmbio para o...

Olá! Clique aqui e fale com um de nossos representantes via WhatsApp

Atendimento via WhatsApp