Guia prático para inserir o Inglês no currículo

Se você está em busca de um guia prático e eficaz para organizar seu currículo, este é o material que você deve continuar lendo. 

 

Para construir este conteúdo, entrevistamos o Douglas Rufino – head de recrutamento e seleção da Share RH, empresa parceira do Michigan Idiomas, responsável por criar e entregar seu valor através do recrutamento, desenvolvimento e gestão de pessoas. Caso você queira espiar o site e conhecer mais sobre a instituição, é só clicar aqui: https://sharerh.com/

 

Bom, nós prometemos um guia prático, então acompanhe com os tópicos. ?

01) A maneira como você organiza o currículo, interfere na primeira etapa de seleção. 

A quantidade de informações que você coloca no currículo interfere de maneira negativa ou positiva. Um cv muito extenso pode dificultar a análise do recrutador e um muito simplório pode desqualificar você por falta de informações. A parte estética também conta e, na maioria dos casos, menos é mais. Mas é claro, se a área em que você deseja se candidatar pede criatividade, use e abuse dela na hora de formatar o seu. 

 

02) A maneira mais indicada de formatar as informações no currículo é: 

  • Cabeçalho, com nome e endereço; 
  • Objetivos profissionais na sua carreira; 
  • Formação e cursos complementares;
  • Subtítulo “Idiomas” e seus níveis em inglês e espanhol;
  • Experiências;
  • Principais requisitos da vaga;

 

04) A maneira mais indicada para inserir o inglês no currículo é:

  • Inserir dentro do campo de formação acadêmica se vc fez algum curso e qual seu nível;
  • Caso tenha feito intercâmbio colocar até que nível você chegou nessa vivência; 
  • Se você fez um curso, colocar no currículo o nível concluído de acordo com o quadro comum europeu (CEF), parâmetro internacional de proficiência linguística (A1, A2, B1,B2, C1, C2;
  • Caso você não tenha esse tipo de critério, coloque o nível que você se sente confortável. É importante que você entenda minimamente o que se espera de cada nível e ainda há a opção de colocar entre parênteses quais habilidades você domina, por exemplo: “leio, escrevo, mas não converso com desenvoltura” 

 

Dicas Bônus:

  • Coloque o inglês antes da experiência profissional, pois os recrutadores sempre vão olhar com mais atenção tudo que antecede esta parte, que é muito importante na primeira avaliação;
  • Coloque o intercâmbio como experiência profissional também, para que não haja um gap de tempo entre uma oportunidade e outra;
  • Certificados não agregam no momento do currículo, eles são mais importantes na hora de entregar os documentos para a contratação. 

 

Para finalizar, Douglas comenta sobre algo impactante para você carregar consigo: “o currículo não é um organismo morto, ele é vivo e você pode e deve atualizá-lo sazonalmente ou para vagas específicas”.

 

Pronto para arrasar nas vagas de emprego? Para mais dicas, não esqueça de nos seguir nas redes sociais pelos botões que ficam no canto superior direito. 🙂

Veja também

Fique por dentro das nossas notícias

Entenda a Importância das Certificações internacionais...

As certificações internacionais são de grande importância para obter sucesso caso seu...

3 Maiores erros do aluno de nível básico...

Existem alguns erros que podem atrapalhar e muito o aluno em nível...

Investimento x Retorno em idiomas...

Às vezes nos pegamos pensando sobre o custo x benefício de determinado...

Olá! Clique aqui e fale com um de nossos representantes via WhatsApp

Atendimento via WhatsApp